Dia do Cinema Brasileiro

76

19 de Junho, dia do Cinema Brasileiro

O cinema brasileiro existe como entretenimento desde Julho de 1896. Apesar de nunca ter se estruturado como indústria, o cinema brasileiro com seus 110 anos de caminhada, teve muito momentos de reconhecimento internacional, que foi na época do Cinema Novo e também no período da Embrafilme.

O Brasil envolve em torno de duas mil salas para as atividades cinematográficas, vendendo em média de 100 milhões de ingressos anuais, dos quais de 15 a 20% são para filmes brasileiros.

Aqui no Brasil temos uma média de 90 a 100 filmes de longa-metragem por ano, mas nem todos conseguem lançamento comercial.

Em opinião o crítico e historiador Jean-Claude Bernardet, diz: “Não é possível qualquer coisa que seja do cinema brasileiro se não se tiver em mente a presença maciça e agressiva, no mercado interno, do filme estrangeiro.”

Brasil também é cinema!
Brasil também é cinema!

Pela primeira vez em 8 de Julho de 1896 aconteceu a exibição em um cinema no Rio de Janeiro, mas não chegou a ser realmente um filme, eram “filmetes” sendo oito deles, com um minuto de exibição cada, além de ter sido um momento histórico para o Brasil, apenas os da elite carioca tiveram o privilégio de participar, pois os ingressos não eram nada baratos.

O cinegrafista Afonso Segreto teria filmado “Vista de baia de Guanabara” em 19 de Junho, mas nunca chegou a ser exibido.

Desde então por ter sido a primeira filmagembrasileira, comemora-se o dia do cinema brasileiro no dia 19 de Junho.

 

Quem não curte um cineminha?
Quem não curte um cineminha?

Após a pequena exibição feita no Rio de Janeiro, foram rodados os primeiros filmes brasileiros entre 1897-1898. Na lista dos primeiros filmes a serem realizados no Brasil foram estes:

Ancoradouro de Pescadores na Baía de Guanabara

Chegada do trem em Petrópolis

Bailado de Crianças no Colégio, no Andaraí

Uma artista trabalhando no trapézio do Politeama

 

O cinema brasileiro, cresceu muito desde então, produzindo filmes que tiveram reconhecimento e respeito mundial, como produções por exemplo de:

Cidade de Deus, Bicho de Sete Cabeças, Lisbela e o Prisioneiro, O Homem que Copiava entre outros.